Ependimoma mixopapilar intramedular  torácico.
3.  Imunohistoquímica
.....
Fem. 1 a 3 m.   Clique para RM, HE, tricrômico de Masson, Alcian blue, GFAP, vimentina, S-100, CD34, Ki67, texto.
......
GFAP.  Áreas mais densamente celulares.  GFAP (glial fibrillary acidic protein ou proteína glial ácida fibrilar) é uma proteína do citoesqueleto própria de astrócitos e células ependimárias, que entra na categoria dos filamentos intermediários.  Nas áreas mais densamente celulares deste ependimoma mixopapilar, há aglomeração das células, com superposição dos prolongamentos, dificultando individualização. Vasos destacam-se em negativo, pois as paredes espessas são formadas por colágeno e não contêm células do tumor. 
..
GFAP.  Áreas menos celulares.   Nestas, é mais fácil identificar os contornos citoplasmáticos. Mostram células alongadas, fusiformes, às vezes em forma de girino. Algumas células maiores e com mais citoplasma poderiam representar astrócitos gemistocíticos (reativos à presença do tumor). 
..
..
VIM.    A vimentina é outro filamento intermediário do citoesqueleto, análogo ao GFAP, mas de distribuição muito mais ampla entre os tipos celulares. É observada nas células gliais e ependimárias, mas também em células conjuntivas, inclusive  endotélio.  Os vasos chamam a atenção pela negatividade da baínha colágena, por vezes com as células endoteliais marcadas na luz. 
..
VIM. Células  tumorais.     O resultado nas células tumorais basicamente repete o observado com GFAP.  O anticorpo delineia o contorno citoplasmático geralmente alongado, às vezes arredondado, com o núcleo destacando-se em azul. O interstício marca-se fracamente, definindo o amplo predomínio sobre as células tumorais em muitas áreas. 
..
..
S-100.    Proteína S-100 (para breve texto, clique) marcou o citoplasma das células neoplásicas, mas não o núcleo, resultando aspectos semelhantes aos com GFAP e VIM, acima. Os vasos, como naquelas reações, destacam-se em negativo. 
..
..
CD34.    Marcador de escolha para endotélio, o empregamos rotineiramente para estudo da vascularização de tumores. Neste ependimoma mixopapilar documenta vasos numerosos e de calibres variados. Há desde largos canais de luz ampla, a capilares finos e agrupados, por vezes imitando os  pseudoglomérulos dos gliomas malignos.  Apenas as células endoteliais se marcam, as baínhas colágenas são negativas. 
..
..
Ki-67.    Este marcador de proliferação celular, positivo em núcleos que estão se preparando para mitose, foi observado em cerca de 5% das células deste ependimoma mixopapilar. Não foram encontradas figuras de mitose, habitualmente marcadas nesta reação. 
....
Anticorpos negativos.  Negativo para EMA, SNF, cromogranina. 
.....
Agradecimento.    Caso do Centro Infantil Boldrini, Campinas, SP.   Preparações imunohistoquímicas executadas pela Sra. Adriana Worschech. 
.......
Para mais imagens deste caso:
RM HE, texto Colorações especiais IH
....
Características de imagem dos ependimomas Mais sobre o ependimoma  mixopapilar: 
texto e banco de imagens
Sobre filo terminal humano normal
..
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Estudos de casos
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Estudos de Casos
Roteiro 
de aulas
Textos 
de apoio
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
Índice alfabético - Neuro Adições recentes Banco de imagens - Neuro Textos ilustrados Neuromuscular Patologia - outros aparelhos Pages in English
...
...