Ependimoma mixopapilar intramedular  torácico. 
2. Colorações especiais
.....
Fem. 1 a 3 m.   Clique para RM, HE, tricrômico de Masson, Alcian blue, GFAP, vimentina, S-100, CD34, Ki67, texto.
.......
Tricrômico de Masson.    O tricrômico de Masson, uma coloração para tecido conjuntivo que diferencia fibras colágenas (em azul) de células (em vermelho ou roxo) (para procedimento técnico, clique), colabora na compreensão dos constituintes deste ependimoma mixopapilar.  As baínhas colágenas dos vasos destacam-se em azul celeste, as hemácias nas luzes vasculares em vermelho cereja. Isto evidencia a vascularização excepcionalmente rica do tumor.  O material intersticial toma um azul pálido que contrasta com as células neoplásicas. Nestas, o núcleo aparece em roxo e o citoplasma filiforme e escasso em vermelho. 
Masson  -  Vasos.  As baínhas espessas e colageneizadas dos vasos tumorais são fundamentais para o diagnóstico de ependimoma mixopapilar. Os vasos freqüentemente se agrupam e constituem grande parte do tecido neoplásico, em áreas chegando a sobrepujar o componente celular. 
Masson. Células neoplásicas e interstício.

O Masson documenta que, no tecido neoplásico entre os vasos, há ampla predominância do material intersticial, corado em azul, sobre os elementos celulares em vermelho. Este interstício é provavelmente formado por mucinas ácidas, que se coram por Alcian blue, sintetizadas pelas células neoplásicas. 

Células neoplásicas.   As células neste ependimoma mixopapilar tendem a ser alongadas, vagamente paralelas ou arranjadas em feixes, com o citoplasma escasso destacando-se em vermelho contra o azul do fundo. Os núcleos corados em roxo são relativamente pequenos e com escasso polimorfismo. 
Relações de células neoplásicas e vasos.  Os finos prolongamentos citoplasmáticos das células neoplásicas chegam até a baínha colágena que envolve os vasos, mas não a ultrapassam. Em certos campos têm arranjo radial, mas nem sempre.

Alcian blue.   Este corante para mucinas ácidas (pH2,5) (clique para procedimento técnico e mais informações sobre o corante),  usado em epitélio do intestino grosso e delgado, corou o interstício amorfo deste ependimoma mixopapilar, indicando presença destas moléculas glicoproteicas. O interstício varia em quantidade, de escasso a abundante, formando lagos entre as células neoplásicas. Este foi outro elemento decisivo para o diagnóstico, pois ependimomas comuns não produzem mucinas. 
Alcian blue - vasos.   As baínhas colágenas coram-se pelo Alcian Blue, mas mais suavemente que o material intersticial. 
Alcian blue - interstício. 
Alcian blue - células neoplásicas.  Como as células neoplásicas nesta técnica coram-se pela safranina, diferenciam-se elegantemente do interstício do ependimoma mixopapilar. Os núcleos aparecem em vermelho forte, o citoplasma em róseo pálido. A técnica ajuda a evidenciar a morfologia variável das células, geralmente alongadas e bipolares, com citoplasma saindo dos polos do núcleo.  Algumas células maiores e mais poligonais poderiam representar astrócitos gemistocíticos (reacionais, não neoplásicos). 
....
Agradecimento.    Caso do Centro Infantil Boldrini, Campinas, SP.   Colorações especiais executadas no Departamento de Anatomia Patológica da FCM-Unicamp pela técnica Sra Tayna Takahashi Santos. 
.......
Para mais imagens deste caso:
RM HE, texto Colorações especiais IH
....
Características de imagem dos ependimomas Mais sobre o ependimoma  mixopapilar: 
texto e banco de imagens
Sobre filo terminal humano normal
..
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Estudos de casos
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Estudos de Casos
Roteiro 
de aulas
Textos 
de apoio
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
Índice alfabético - Neuro Adições recentes Banco de imagens - Neuro Textos ilustrados Neuromuscular Patologia - outros aparelhos Pages in English
...
...