Glioblastoma multiforme temporal E, 
radionecrose secundária  frontal E
....
Fem.  59 a.  Quadro agudo de cefaléia e afasia de Wernicke com duas semanas de evolução. Antecedente de  adenocarcinoma da mama em acompanhamento oncológico com remissão total da doença (sic). 
TC - imagem hipodensa em polo temporal E com captação periférica de contraste. 
RM (mostrada abaixo). Lesão hipointensa em T1, hiperintensa em T2, com forte captação periférica de contraste e edema perilesional, em giros temporal médio e inferior E. 
Hipóteses diagnósticas Metástase ou glioma de alto grau. 
Foi submetida a ressecção da lesão expansiva, cujo diagnóstico anátomo-patológico foi glioblastoma multiforme.
Recebeu radioterapia, evoluindo após 9 meses da cirurgia com nova lesão expansiva, agora em lobo frontal E (ver tomografia computadorizada). 
Hipóteses diagnósticas recidiva do glioblastoma multiforme ou radionecrose.  Esta última provou ser a correta
..
 
RESSONÂNCIA  MAGNÉTICA, 19/3/2008 
..
Lesão expansiva de contorno irregular, situada no polo temporal E, com componente central cístico ou necrótico, orla com impregnação anular por contraste e edema perilesional que se propaga à substância branca do lobo temporal.  Tanto a região central da lesão quanto o edema da substância branca têm hipossinal em T1 e hipersinal em T2 e FLAIR. O tumor causa modesto efeito de massa e desvio das estruturas da linha média.
..
MELHORES  CORTES  -  AXIAIS.   Em FLAIR, o tumor e o edema da substância branca temporal se confundem, devido ao intenso hipersinal de ambos (indicando alto grau de hidratação). 
T1 SEM CONTRASTE T1 COM CONTRASTE FLAIR
..
CORONAIS.  Na fileira de cima, cortes pelo tumor, mostrando o centro necrótico com hipossinal em T1 e forte hipersinal em T2. A impregnação anular é devida à proliferação vascular com perda da barreira hemoencefálica nos capilares tumorais.  Na fileira de baixo, corte posterior ao tumor, demonstrando o edema da substância branca, também com hipossinal em T1 e forte hipersinal em T2.  Não há impregnação por contraste do tecido com edema porque os capilares mantêm as funções de barreira. 
T1 COM CONTRASTE T2
..
 SAGITAIS, T1 SEM CONTRASTE T1 COM CONTRASTE
Este exame em detalhe
..
..
..
Tomografia computadorizada, 21/12/2008.  Realizada cerca de 9 meses após a cirurgia e ciclo de radioterapia, mostra a lacuna cirúrgica e outra lesão próxima no lobo frontal, mais anterior e medial à primeira, com características de imagem semelhantes às do tumor original (glioblastoma), ou seja, centro hipodenso e impregnação periférica de contraste.  Causa efeito de massa e edema da substância branca frontal. Teoricamente, poderia tratar-se de recidiva tumoral ou radionecrose. 
Sem contraste Com contraste
Este exame em detalhe.  Para a histologia da lesão, que demonstrou radionecrose, clique.
..
..
..
 
EXAMES  EM  DETALHE
..
CORTES  AXIAIS, T1 SEM CONTRASTE
..
T1 COM CONTRASTE
..
T2
..
FLAIR
..
CORTES  CORONAIS, T2
..
T1 COM CONTRASTE
..
CORTES SAGITAIS, T1 SEM CONTRASTE
..
T1 COM CONTRASTE

 
TOMOGRAFIA  COMPUTADORIZADA, 21/12/2008
..
Sem contraste
..
Com contraste 
..
Sem contraste Com contraste
....
Caso do Serviço de Neurocirurgia do Hospital Centro Médico de Campinas, gentilmente contribuído pelos Drs. Antonio Augusto Roth Vargas, Marcelo Senna Xavier de Lima, Paulo Roland Kaleff e residentes. Campinas, SP.
..
Para mais imagens deste caso: Glioblastoma, HE Radionecrose, HE, Masson Radionecrose, IH
..
Este assunto na graduação Características de imagem dos glioblastomas Sobre radionecrose
..
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Estudos de casos
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Estudos de Casos
Roteiro 
de aulas
Textos 
de apoio
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
Índice alfabético - Neuro Adições recentes Banco de imagens - Neuro Textos ilustrados Neuromuscular Patologia - outros aparelhos Pages in English
..
..