Ependimoma  mixopapilar
Imunohistoquímica
..
Para página de neuroimagem, clique
Na página anterior, HE e colorações especiais
Nesta página, imunohistoquímica (clique nas figuras abaixo para atalhos). 
..

 
IMUNOHISTOQUÍMICA
..
Laminina. A proteína laminina é um componente importante da membrana basal,  como o colágeno IV (abaixo).  O anticorpo marca duas membranas basais, uma em volta dos vasos, e produzida pelas células vasculares  (endoteliais e musculares lisas), e a outra que limita externamente o espaço perivascular, e é, presumivelmente, produzida pelas células ependimárias (do tumor). 
..
Vasos proliferados.  Quando ocorre proliferação vascular, as células endoteliais hiperplásicas produzem membrana basal em abundância, que permanece entre elas, fazendo parte do pseudoglomérulo resultante. O colágeno entre os capilares não se marca para laminina. 

..

Colágeno IV. O anticorpo contra este outro componente da membrana basal dá resultados praticamente superponíveis aos mostrados acima com anticorpo anti-laminina. 
Vasos proliferados. 

..

CD34. CD34 marca só as células endoteliais, não membrana basal, colágeno ou mucina. Permite examinar bem a rede vascular do tumor e a participação das células endoteliais propriamente ditas nos pseudoglomérulos.  Em aumento fraco, nota-se que o tumor tem poucos vasos. 

..

GFAP. Células neoplásicas forte e difusamente positivas, vasos negativos. 

..

VIM. Vimentina marca as células neoplásicas, mas também os vasos (endotélio e células musculares lisas se presentes). Colágeno e mucina não se coram. 

..

EMA.O antígeno epitelial de membrana marca vários tipos de células epiteliais, e os fibroblastos da aracnóide, que dão origem aos meningiomas (estes de regra positivos para EMA). Nos ependimomas, EMA pode ser útil para demonstrar rosetas ependimárias, onde marca a luz (clique, para exemplos de outro caso).  Neste ependimoma mixopapilar, EMA destaca numerosas pequenas rosetas verdadeiras que haviam passado despercebidas até aqui em todas as colorações especiais e outras técnicas imunohistoquímicas.  A superfície de alguns grupamentos celulares também é marcada. 
Rosetas verdadeiras. 
..
Superfície de células ependimárias. 
..
Marcação citoplasmática difusa.  Excepcionalmente forte nesta área. 
..
Marcação citoplasmática padrão dot.  Marcação focal no citoplasma. Poderia representar também microrosetas intracitoplasmáticas.  Uma rara figura de mitose. 

..

S-100. Marca aleatoriamente algumas células neoplásicas (núcleo e/ou citoplasma). 

..

NSE. A assim chamada enolase 'neurônio-específica' é obviamente pouco específica, já que marca estensas áreas deste tumor ependimário sem diferenciação neuronal.  Também marca outros tumores neuroectodérmicos como astrocitomas e oligodendrogliomas. 

..

Ki-67. Marcação de cerca de 5% dos núcleos. 
..
Para mais imagens deste caso:  RM HE, colorações
..
Características de imagem dos ependimomas Mais sobre o ependimoma  mixopapilar: 
texto e banco de imagens
Sobre filo terminal humano normal
..
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Estudos de casos
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Estudos de Casos
Roteiro 
de aulas
Textos 
de apoio
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
Índice alfabético - Neuro Adições recentes Banco de imagens - Neuro Textos ilustrados Neuromuscular Patologia - outros aparelhos Pages in English
..