Astrocitoma  anaplásico de medula  espinal  lombar envolvendo a cauda eqüina,
evoluindo  com  necrose apoplética 
..
Fem. 12 a 4 m.  Lombalgia e paraparesia progressivas evoluindo para paraplegia, anestesia nível T11 e perda do controle esfincteriano. 

Há 5 meses subitamente começou a sentir dor lombar de forte intensidade com irradiação para membro inferior esquerdo. Piora progressiva em 1 mês, até paraplegia e perda de controle esfincteriano, com breve melhora transitória após pulso de corticóide.  Exame síndrome medular sensitivo-motora nível T11.  Reflexo cutâneo-plantar indiferente bilateralmente.  Arreflexia de patelares e aquileus bilateral.  Perda sensitiva total abaixo de T11. 

Tem 2 exames de RM com intervalo de 2 meses.  A primeira, em 29/11/2019, mostrou lesão expansiva infiltrativa intraaxial no cone medular e raízes da cauda eqüina, com realce leptomeníngeo. Observou-se preenchimento do canal medular abaixo de T9 por massa com sinal heterogêneo em T2, atingindo até o fundo do saco tecal. A lesão ocupava toda a secção transversal do canal com obliteração completa do espaço subaracnóideo, englobando a intumescência lombar da medula e as raízes da cauda eqüina. Havia impregnação difusa por contraste.  Em níveis torácicos e cervicais, a medula apresentava alteração de sinal (hipersinal em T2), com hidrosiringomielia chegando ao nível inferior do bulbo, sem evidência de lesão subaracnóidea. 

Na segunda RM após 2 meses (21/1/20), as seqüências com contraste mostravam o centro da lesão com hipossinal em T1 e sem captação (compatível com necrose/liquefação), circundada por margem fortemente impregnante. 

Foi realizada biópsia atingindo este centro sem impregnação, que mostrou necrose coagulativa avascular, não permitindo diagnóstico.  Uma segunda amostragem após 1 semana em outra área revelou astrocitoma anaplásico.

Presumivelmente, a lesão demonstrada em 2019 sofreu necrose isquêmica (apoplexia) por compressão dentro do canal vertebral, que já era totalmente preenchido por ela. Como a paciente estava paraplégica, a necrose secundária não apresentou manifestação clínica. 

......
Melhores cortes, sagitais, axiais,  2 exames. 
T1 com contraste e  supressão de gordura T2 com contraste  e  supressão de gordura
29-11-2019 21-1-2020 29-11-2019 21-1-2020
Mais imagens deste exame Mais imagens deste exame Mais imagens deste exame Mais imagens deste exame
..
.
RESSONÂNCIA  MAGNÉTICA 29-11-2019
....
COLUNA LOMBAR,  CORTES SAGITAIS. 
T1 com contraste e  supressão de gordura T2  com  contraste e supressão de gordura T2  com  contraste, sem  supressão de gordura
..
COLUNA CÉRVICO-TORÁCICA,  T1 com contraste e  supressão de gordura
..
T2 com contraste e supressão de gordura.
..
COLUNA  TOTAL,  CORTES AXIAIS  e Scout - 
T2 com contraste e supressão de gordura. 
..
..
RESSONÂNCIA  MAGNÉTICA 21-1-2020
....
CORTES SAGITAIS, T2  com contraste e supressão de gordura. 
...
T1 com contraste  e  supressão de gordura
...
CORTES AXIAIS, T1 com contraste  e  supressão de gordura
........
Agradecimentos.    Caso do Centro Infantil Boldrini,  Campinas,  SP. 
Imagens arquivadas no PACS e no SAME da instituição. 
....
Para HE  e  IH desta paciente, clique  »
......
Mais sobre astrocitomas difusos: 
Na graduação Texto ilustrado Casos de neuroimagem Casos neuropatológicos
..
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Estudos de casos
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Estudos de Casos
Roteiro 
de aulas
Textos 
de apoio
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
Índice alfabético - Neuro Adições recentes Banco de imagens - Neuro Textos ilustrados Neuromuscular Patologia - outros aparelhos Pages in English
..
..