Hemangioblastoma  cerebelar
Fem.  23 a. 
Cefaléia de início há 4 meses, com vômitos intensos e tonturas. Perda parcial da acuidade visual. Exame neurológico: consciente, orientada, pares cranianos dentro da normalidade, papiledema bilateral, sem déficits motores. 
RM lesão expansiva em hemisfério cerebelar E com hidrocefalia obstrutiva supratentorial. 
Cirurgia craniotomia de fossa posterior paramediana E, com ressecção total de lesão hipervascularizada, avermelhada, de limites bem definidos.  Impressão do cirurgião: hemangioblastoma. 

 
RESSONÂNCIA  MAGNÉTICA 
Lesão expansiva em hemisfério cerebelar E, com componente principal sólido, e estreita área cística em torno.  O componente sólido é hipointenso em T1, hiperintenso em T2, com captação homogênea e intensa de gadolínio.  Há edema perilesional, revelado por hiposinal em T1 e hipersinal em T2 na substância branca do hemisfério cerebelar.  Notam-se  vasos calibrosos com flow-void, principalmente na face inferior do tumor. O tumor causa efeito de massa, hérnia de amígdalas cerebelares, deformação do IVº ventrículo e do aqueduto de Sylvius, e hidrocefalia obstrutiva supratentorial.
CORTES  AXIAIS, T1 SEM CONTRASTE
T1 COM CONTRASTE
T2

 
QUADRO COMPARATIVO, CORTES  AXIAIS 
T1 SEM CONTRASTE T1 COM CONTRASTE T2

 
CORTES  SAGITAIS, T1 COM CONTRASTE

 
Caso do Serviço de Neurocirurgia da Santa Casa de Limeira, SP (Chefe Prof. Dr. Antonio Augusto Roth-Vargas), gentilmente contribuído pelos Drs. Marcelo Senna Xavier de Lima, Paulo Roland Kaleff e Hoyama da Costa Pereira. 

 
Para histologia e imunohistoquímica desta paciente, clique  »
Características de imagem dos hemangioblastomas Neuropatologia dos hemangioblastomas
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Casos Complementares
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Casos Complementares
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
VOLTA À PÁGINA ÍNDICE