Astrocitoma pilocítico da região basal do hemisfério cerebral D,
com características agressivas 
Fem.  49 a. 
10/01/2003 Há 2 meses, queixa de hemihipoestesia E, confirmada ao exame neurológico. TC de outro serviço, mostrando tumor de substância branca profunda e tálamo D, infiltrando mesencéfalo, com cerca de 2 cm. de diâmetro. Impregna-se por contraste. 
Antecedente de hipotiroidismo em tratamento e compensado.  Ressecção cirúrgica de granuloma de calota craniana parietal em 1985, com cranioplastia local.
29/01/2003 Biópsia estereotáxica da lesão cerebral supracitada. Alta hospitalar em boas condições e sem déficit adicional. Submetida a radioterapia convencional de cérebro total (35 sessões).
15/08/2003 Procura P.S. com quadro confusional e vômitos há 4 dias. Ao exame: confusão mental e hemiparesia grau IV à E. Submetida a TC/RM.
26/08/2003 Craniotomia parietal D e ressecção parcial da lesão.
Pós-operatório com hemiplegia E.  Alta hospitalar e encaminhamento para oncologia e radioterapia.

 
TOMOGRAFIA  COMPUTADORIZADA, 8/4/2003
..
Lesão situada no tálamo D e atingindo superiormente a parede do ventrículo lateral D, com componente sólido isodenso à substância cinzenta e que se impregna por contraste iodado. Na porção anterior da lesão há um componente cístico hipodenso, com nível líquido hiperdenso que pode corresponder a sangramento. A lesão apresenta leve efeito de massa, com desvio das estruturas da linha média. 
..
Sem contraste  Com contraste 

 
RESSONÂNCIA  MAGNÉTICA, 11/8/2003
..
Com centro na substância branca da coroa radiada e da ínsula à D, acometendo ainda as regiões talâmica e hipotalâmica, lesão expansiva com aproximadamente 5 cm de diâmetro, com área posterior sólida, intensamente captante de contraste, centro com hiposinal em T1 e hipersinal em T2 (cística),  com capsula grosseira e irregular. Medialmente à lesão, pontos de captação de contraste no hipotálamo e no pedúnculo cerebral D. É rodeada por área de hipersinal em T2 e hiposinal em T1 (edema vasogênico) que se estende à região temporal ipsilateral e à região D do mesencéfalo, atravessando o corpo caloso. A lesão causa compressão do IIIº ventrículo e do ventrículo lateral D e assimetria da cisterna perimesencefálica.
..
CORTES  AXIAIS
T1 SEM CONTRASTE T1 COM CONTRASTE T2
..
CORTES  CORONAIS
T1 COM CONTRASTE FLAIR
..
CORTES  SAGITAIS
T1 SEM CONTRASTE T1 COM CONTRASTE
..
Para histopatologia deste caso, clique  »
Este assunto na graduação Banco de imagens: glioma de nervo óptico Texto ilustrado sobre astrocitomas pilocíticos Características de imagem 
dos astrocitomas  pilocíticos
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Casos Complementares
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Casos Complementares
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
VOLTA À PÁGINA ÍNDICE