Carcinoma neuroendócrino metastático ao cérebro 
Masc.  25 a.  Encaminhado ao PS UNICAMP em 21/05/2003 com cefaléia progressiva, confusão mental e dificuldade de marcha. Ao exame mostrava-se confuso e sem déficit sensitivo-motor.  Submetido a TC de crânio. Realizada ressecção parcial emergencial de lesão intracraniana. Em 28/05/2003 submetido a reabordagem cirúrgica por coleção líquida subdural.  Alta hospitalar em 01/06/2003 com hemiparesia esquerda e nível de consciência normal. 

 
TOMOGRAFIA  COMPUTADORIZADA
Grande lesão tumoral localizada no lobo temporal D, que se estende às regiões frontal e parietal. O tumor é predominantemente sólido, com áreas necróticas ou císticas com aspecto mais hipodenso e bordas irregulares no seu interior. Há impregnação forte das áreas sólidas pelo contraste iodado e leve edema vasogênico perilesional na substância branca. Nota-se  intenso efeito de massa, que leva a desvio do tronco cerebral, obliteração da cisterna perimesencefálica, obstrução do IIIº ventrículo, compressão do ventrículo lateral D, hidrocefalia hipertensiva do ventrículo lateral E, permeação liquórica transependimária e herniação do uncus temporal D. 
O aspecto tomográfico por si não permite diagnóstico do tipo de tumor, podendo tratar-se de um tumor primário (p. ex. glioblastoma multiforme) ou metastático. 
Sem contraste  Com contraste 

 
Para histologia, imunohistoquímica e microscopia eletrônica deste tumor, clique »
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Casos Complementares
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Casos Complementares
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
VOLTA À PÁGINA ÍNDICE