Meningioma intraventricular
Fem.  67 a. 
27/05/2003 Encaminhada ao P.S. com história de cefaléia há 6 anos, crises parciais há 2 meses, confusão mental e turvação visual. 
15/07/2003 craniotomia parietal esquerda com ressecção total.
Pós-operatório com hemiparesia direita.
21/07/2003 alta hospitalar para seguimento ambulatorial.

 
RESSONÂNCIA  MAGNÉTICA 
Lesão expansiva com sinal heterogêneo, predominantemente com isosinal em todas as seqüências, com captação intensa e uniforme do gadolíneo, de contornos lobulados, limites precisos, medindo cerca de 6,0 cm no maior diâmetro. A lesão tem centro geométrico no corno occipital do ventrículo lateral E, com aprisionamento da sua porção mais posterior. Discreto desvio da linha média contralateralmente. Observa-se hipersinal em TR longo da substância branca adjacente à lesão (que pode corresponder a edema e/ou gliose).
CORTES  AXIAIS
T1 SEM CONTRASTE T1 COM CONTRASTE FLAIR
T2
CORTES  CORONAIS
T1 SEM CONTRASTE T1 COM CONTRASTE
CORTES  SAGITAIS,  T1 COM CONTRASTE

 
Para histologia deste caso, clique »
Neuropatologia
- Graduação
Neuropatologia - 
Casos Complementares
Neuroimagem
- Graduação
Neuroimagem - 
Casos Complementares
Correlação 
Neuropatologia - Neuroimagem
VOLTA À PÁGINA ÍNDICE