Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
  pelve
  peri-anal
  vagina
  vulva
  tuba
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 154: 54 anos, com tumor de ovário bilateral, sólido-cístico, medindo à direita 5x4 cm e à esquerda 4x3,5 cm nos maiores eixos. Superfície de corte multinodular, com áreas hemorrágicas.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: ovários apresentando neoplasia constituída por células mesenquimatosas pequenas, ricamente vascularizado por arteríolas espiraladas (Fig.1), em arranjo sólido ou multinodular (Fig.2). Focalmente notam-se dois tipos celulares distintos (Fig. 3), melhor visualizados na Fig.4, correspondendo a células do estroma endometrial e células musculares lisas. Em áreas do componente do estroma endometrial, nota-se diferenciação cordonal, semelhante às células dos cordões sexuais (Fig. 5). Em ambos ovários, de permeio à neoplasia observam-se focos de endometriose (Fig. 6).

Diagnóstico: Sarcoma do estroma endometrial de baixo grau bilateral dos ovários, associado a áreas de endometriose ovariana. Focos de diferenciação para elementos dos cordões sexuais e para células musculares lisas.

Comentário: O sarcoma do estroma endometrial de baixo grau é raro no ovário, mas pode ser originado em focos de endometriose ovariana. Apresenta vários aspectos morfológicos, sendo que o mais comum é semelhante ao estroma do endométrio de fase proliferativa. Pode haver diferenciação para músculo liso e, mais raramente para elementos semelhantes aos cordões sexuais, como neste caso.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas