Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 138: 32 anos, citologia oncótica de colo uterino com lesão de alto grau. Foi submetida à biópsia de colo uterino.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: epitélio ectocervical substituído por epitélio atípico em toda a sua espessura (Fig. 1, 2). Nota-se denso processo inflamatório crônico inespecífico, com freqüente trombose (Fig. 3). De permeio à inflamação observam-se células com núcleos grandes, hipercorados, com inclusões nucleares, em endotélio (Fig. 4) e no epitélio endocervical (Fig. 5, 6).

Diagnóstico: NIC3 ou Lesão intrapitelial escamosa de alto grau associada a intenso processo inflamatório crônico inespecífico, com trombose recente e com infecção pelo citomegalovírus (CMV).

Comentário: A presença de trombos frequentes associados à inflamação é um dado morfológico importante para se investigar a possibilidade de infecção pelo CMV, que parasita tanto células epiteliais, quanto células endoteliais, favorecendo a formação dos trombos. Após este diagnóstico, foi levantada a hipótese de quadro de imunoincompetência e a pesquisa de infecção pelo HIV foi positiva.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/