Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 132: 40 anos, obesidade mórbida e sangramento irregular. Curetagem.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: mucosa endometrial de padrão proliferativo, mostrando algumas glândulas dilatadas e tortuosas (Fig. 1,2), hemorragia e trombos hialinos no estroma (Fig. 3, 4), “bolas azuis” (Fig. 5) e focos de alteração epitelial sincicial papilífera (Fig. 6).

Diagnóstico: Endométrio proliferativo desordenado ou persistente com sinais de colapso da mucosa.

Comentário: a mucosa endometrial sob predomínio do efeito estrogênico apresenta aspecto proliferativo heterogêneo, com glândulas com perfis variados, císticas ou com contornos irregulares. São sinais de colapso da mucosa, a quebra estromal com hemorragia, trombos hialinos, ”bolas azuis” (que são células do estroma condensadas) e a metaplasia ou alteração sincicial papilífera, que pode ser confundida com atipia da mucosa endometrial e representa alterações celulares degenerativas e regenerativas da mucosa. O endométrio proliferativo desordenado ou persistente era anteriormente denominado de hiperplasia endometrial incipiente.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/