Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 124: 42 anos, grande massa pélvica, correspondente ao ovário esquerdo, recebida rota.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6




Figura 7



Descrição microscópica: Neoplasia maligna pouco diferenciada constituída por células pequenas em arranjo insular ou sólido (Fig. 1, 4) e que focalmente formam estruturas foliculares (Fig. 2, 3). Foi feito estudo imunoistoquímico que demonstrou positividade para EMA (Fig. 5), WT-1 (Fig. 6), Vimentina (Fig. 7) e p53; positividade focal para CD10, NSE e CD99; negatividade para Inibina, HMB45, S100, Melan-A, TTF-1 e CD45.

Diagnóstico: Carcinoma de pequenas células do ovário do tipo hipercalcêmico.

Comentário: O carcinoma de pequenas células do tipo hipercalcêmico é neoplasia rara e de comportamento agressivo, que ocorre em mulheres jovens, geralmente abaixo dos 40 anos, em 60% associado à hipercalcemia. Em 30% dos casos se apresenta restrito ao ovário, porém a rotura é comum. O diagnóstico diferencial se faz com: Tumor de células da granulosa juvenil, melanoma, PNET, disgerminoma. O estudo imunoistoquímico auxilia o diagnóstico diferencial.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/