Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 102: 67 anos, tumor uterino polipóide na cavidade endometrial, medindo 10,5 x 8,0 cm nos maiores eixos, predominantemente sólido, com áreas císticas. Infiltra quase toda a espessura do miométrio.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: lesão polipóide na cavidade endometrial (Fig.1), constituída por 2 componentes: a) epitelial benigno, com glândulas císticas (Fig. 2), e b) mesenquimatoso maligno, com hipercelularidade ao redor das glândulas (Fig. 3), atipias celulares (Fig. 4), diferenciação focal para rabdomioblastos (Fig. 5) e alto índice mitótico (Fig. 6).

Diagnóstico: Adenossarcoma polipóide do corpo uterino com supercrescimento sarcomatoso e com componente heterólogo de rabdomiossarcoma.

Comentário: os adenosarcomas pertencem ao grupo dos tumores müllerianos e costumam ser de baixo potencial maligno, cursando com recidivas. Porém, quando há supercrescimento sarcomatoso, constituindo a maior parte da neoplasia, como neste caso, se associa a mau prognóstico.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/