Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 98: 48 anos, com lesão polipóide parida no colo uterino com 8x5 cm nos maiores eixos


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5



Descrição microscópica: lesão hipercelular, constituída por células musculares lisas apresentando atipias celulares observadas mesmo em pequeno aumento (Figuras 1 e 2). Notam-se figuras de mitose frequentes, algumas atípicas, correspondendo a 20 mitoses em 10 campos de grande aumento (Figuras 3,4 e 5). Necrose não é observada.

Diagnóstico: Leiomiossarcoma do corpo uterino parido no colo.

Comentário: O diagnóstico de leiomiossarcoma está baseado em: atipias celulares observadas já em pequeno aumento, necrose abrupta do tipo coagulativa e no alto índice mitótico. Quando há atipia e necrose, o diagnóstico é de leiomiossarcoma. Quando há apenas atipia ou apenas necrose, devemos avaliar o índice mitótico. Neste caso, apesar de não existir necrose coagulativa o diagnóstico de leiomiossarcoma está baseado na hipercelularidade da lesão.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/