Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 76: 63 anos com história de sangramento pós-menopausa foi submetida à curetagem.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5



Descrição microscópica: Neoplasia com formação de glândulas endometriais bem diferenciadas (Fig. 1 e 2), com áreas de diferenciação escamosa (Fig. 3) e focalmente apresentando estroma hialinizado ou com material osteóide (Fig. 4 e 5)

Diagnóstico: Adenocarcinoma endometrióide bem diferenciado do endométrio com áreas de diferenciação escamosa, com estroma hialinizado e com metaplasia osteóide focal.

Comentário: este é um exemplo de uma variante morfológica do carcinoma endometrióide, pouco comum, onde o aspecto hialino ou osteóide do estroma pode sugerir o tumor mülleriano misto maligno (TMMM). O diferencial se faz pela falta de dupla população celular atípica, característica do TMMM.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/