Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 66: 22 anos, tumor de ovário, sólido, consistência firme, com 3,5 cm de diâmetro e cor amarelo-ouro à superfície de corte.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5



Descrição microscópica: neoplasia de contornos bem delimitados no parênquima ovariano (Fig. 1), constituída por células do estroma com áreas fibrosas, ricas em fibras colágenas e áreas mais celulares (Fig. 2, 3) com células finamente vacuoladas (Fig. 4). Focalmente nota-se microcalcificação (Fig. 5).

Diagnóstico: Fibrotecoma do ovário.

Comentário: o fibrotecoma é um um tumor benigno do estroma ovariano com 2 tipos de diferenciação: fibroblastos e células tecais. Estas são maiores, com citoplasma finamente vacuolado, rico em lípide, o que confere a cor amarelada ao tumor. Não é comum nesta faixa etária, sendo mais observado em mulheres mais velhas.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/