Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 50: 16 anos, Tumor de ovário sólido-cístico com 20 cm de diâmetro, superfície de corte apresentando aspecto variado, com pelos, áreas macias e viscosas.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: neoplasia por vários tipos de tecido epitelial e mesenquimatoso, com aspecto histológico maduro ou imaturo (Figuras 1, 2, 3). Os elementos imaturos constituem cerca de 50% da neoplasia e são representados principalmente por células em arranjo tubular, formando rosetas de tecido neuroectodérmico ou neural imaturo (Figuras 4, 5 e 6).

Diagnóstico: Teratoma imaturo do ovário, grau 2.


Comentário: Teratoma imaturo é raro no ovário e corresponde de 10 a 20% das neoplasias malignas do ovário nas duas primeiras décadas da vida. Tecidos maduros podem ser encontrados e a boa amostragem é necessária para a graduação histológica, que está baseada na proporção de tecido imaturo dentro do tumor: Grau 1: foco de tecido imaturo em menos de 1 campo de pequeno aumento em cada lâmina; Grau 2: até 3 campos de tecido imaturo/ lâmina; Grau 3: quatro ou mais campos de pequeno aumento com tecido imaturo/ lâmina



OBS: caso gentilmente fornecido pelo Dr. Luiz Guilherme Salvatti
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/