Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 47: 75 anos, lesão esbranquiçada e pruriginosa na vulva.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: epiderme espessada com acantose e hiperceratose, com alongamento dos cones epiteliais e denso infiltrado inflamatório crônico inespecífico com neutrófilos na derme (Figuras 1, 2, 3 e 4). Observa-se na camada córnea proliferação de estruturas em forma de hifas ou esporos, de aspecto apagado ao HE (Figura 5), que ficam evidentes na coloração do PAS (Figura 6)

Diagnóstico: Processo inflamatório crônico ativo com hiperplasia epitelial e infecção por Candida sp.

Comentário: é sempre importante lembrar das infecções fúngicas, examinando a epiderme em todas as camadas, principalmente nas áreas de hiperceratose. Quando há dúvidas na coloração de rotina do HE, a reação histoquímica do PAS mostra claramente as estruturas em forma de hifas ou esporos.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/