Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 41: 24 anos, com lesão vulvar com 3,5 cm de diâmetro, com hipótese de cisto de Bartholin. À superfície de corte apresentava área sólida predominante e pequena área cística.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5



Descrição microscópica: tecido glandular mucinoso da glândula de Bartholin proliferado, porém com manutenção da relação ducto-acinar (Figuras 1, 2, e 3). As células não mostram atipia e nota-se infiltrado inflamatórioe material mucinoso no estroma (Figuras 1, 2, 4 e 5) decorrente da rotura de ductos dilatados.

Diagnóstico: Hiperplasia nodular da glândula de Bartholin associada a processo inflamatório crônico inespecífico.

Comentário: esta lesão pode se apresentar de forma sólida ou cística e geralmente mede menos de 4 cm de diâmetro. A proliferação das glândulas mucinosas difere de uma neoplasia ou adenoma pois existe preservação da arquitetura da glândula, com manutenção da relação ducto-acinar.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/