Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 40: 57 anos, tumor de ovário, com 8 cm de diâmetro, superfície externa lisa e superfície de corte multiloculada, apresentando lojas císticas com conteúdo mucinoso e pelos.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: parede do cisto constituída focalmente por epitélio escamoso corneificado, com folículos pilosos (Fig. 1, 2) e em extensas áreas por epitélio mucinoso atípico (Fig. 3, 4), formando glândulas em arranjo cribriforme e infiltrativo (Fig. 5, 6).

Diagnóstico: Adenocarcinoma mucinoso em Teratoma Maduro do ovário ou Teratocarcinoma.

Comentário:
o extenso componente de adenocarcinoma mucinoso neste caso mostrou-se positivo para CK20 e negativo para CK7 pela imunoistoquímica. Este perfil de reação caracteriza as neoplasias do trato gastro-intestinal, diferente das de origem mülleriana, encontradas nas neoplasias epiteliais do ovário, que são geralmente CK7 positivo e CK20 negativo. Como é um tumor de origem germinativa, o adenocarcinoma mucinoso originou-se no componente intestinal do teratoma, explicando o perfil imunoistoquímico encontrado. Este caso demonstra que nem todos os tumores mucinosos do ovário com CK7 negativo e CK20 positivo são metastáticos no ovário, podendo ser originados a partir de um teratoma.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/