Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 38: 62 anos, com queixa de sangramento pós-menopausa, foi submetida à curetagem.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: neoplasia epitelial maligna de caráter glandular e papilífero, apresentando variada diferenciação celular. Notam-se áreas de adenocarcinoma endometrióide bem diferenciado e papilífero, padrão viloglandular (Figuras 1 e 2), associada a áreas com papilas complexas (Figura 3), com eixo hialinizado (Figura 4) e revestidas por células com núcleos mais atípicos, salientes (“hobnail”- Figura 5) e outras com citoplasma mucinoso, finamente vacuolado, com mucina na luz glandular (Figura 6).

Diagnóstico: Adenocarcinoma do endométrio de tipo histológico misto: endometrióide bem diferenciado com padrão viloglandular, adenocarcinoma de células claras papilífero e adenocarcinoma mucinoso.

Comentário: a presença de mais de um tipo histológico não é rara nos carcinomas do endométrio, porém conceitua-se como tipo histológico misto o tumor que apresenta mais de 10% de outro componente histológico.

Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/