Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 15 - 35 anos, lesão pruriginosa e com superfície levemente elevada na pele da vulva.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5



Descrição microscópica: Epitélio escamoso apresentando acentuadas atipias celulares em toda a sua espessura, com maturação alterada. Notam-se mitoses freqüentes e altas no epitélio, atipias coilocitóticas e células disceratóticas. Focalmente observa-se extensão do epitélio atípico para os anexos da pele,o que não deve ser confundido com invasão da derme.

Diagnóstico: Neoplasia intraepitelial vulvar do tipo clássico ou usual, variante condilomatosa ou verrucóide (lesão associada à infecção pelo HPV).

Comentário: Esta lesão pode ser graduada como NIV III, porém pela atual nomenclatura da Sociedade Internacional para Estudo das Doenças Vulvares, as lesões anteriormente denominadas de NIV II ou NIV III, foram englobadas em uma só categoria e devem ser chamadas apenas de NIV.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/