Página Inicial
Contato

 Busca

+ Palavras Chave:
   
  colo uterino
  corpo uterino
  endométrio
  ovário
 

 Links

 
 


 
 



 

      Os casos clínicos contidos neste site são fruto das reuniões semanais da Prof. Dra. Liliana De Angelo Andrade com os residentes do Departamento de Anatomia Patológica. O objetivo do site é difundir o conhecimento sobre o assunto ajudando estudantes, residentes e profissionais a manterem-se constantemente atualizados.

 

Caso 12 - 19 anos, citologia oncótica com diagnóstico de NIC I; foi submetida à colposcopia e biópsia do colo uterino. Material: colo uterino.


Figura 1




Figura 2




Figura 3




Figura 4




Figura 5




Figura 6



Descrição microscópica: colo uterino apresentando substituição do epitélio normal por epitélio atípico com variado aspecto histológico: em áreas há acentuadas atipias coilocitóticas com binucleação freqüente nas camadas mais superficiais do epitélio (Fig. 1 e 2) e leve desarranjo arquitetural (NIC I) e em outras há perda da diferenciação, com células atípicas em toda a espessura do epitélio (Fig. 3, NIC III). No estroma nota-se infiltrado inflamatório crônico inespecífico e focalmente notam-se células com citoplasma amplo e eosinófilo logo abaixo do epitélio (Fig. 4, 5, 6). Este tipo celular é uma diferenciação estromal associada ao estado gestacional e caracteriza a decidualização do estroma do colo uterino. Esta alteração pode ser observada em cerca de 15% das gestantes e é um aspecto morfológico que pode ser confundido com células neoplásicas.

Diagnóstico: Neoplasia intra-epitelial cervical de grau III focal (NIC III) associada a áreas de NIC I. Presença de decidualização focal do estroma cervical pelo estado gestacional.
Contador de visitantes:
website stats
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
images/logos/