<>Diagnóstico: Adenose esclerosante.
 


Comentário: Esta é uma lesão benigna rara que mais freqüentemente é vista como achado incidental em RTU de próstata. Muito raramente também pode ser vista em biópsias de agulha (Luque RJ et al. Arch Pathol Lab Med 2003; 127: e14-16). O principal diagnóstico diferencial é com adenocarcinoma devido ao caráter nitidamente infiltrativo da lesão. A adenose esclerosante consiste  de uma mistura de ácinos bem caracterizados, células isoladas e fusiformes. A Fig.3 mostra positividade para 34βE12. No interior da lesão, as células basais dos ácinos bem como as células isoladas e fusiformes mostram diferenciação mioepitelial: positividade para proteína S-100 (Fig. 4) e 1A4 (Fig.5). Células basais usuais não mostram este tipo de diferenciação.

                                c1                                                                                                                                       c1